Arquivo do mês: dezembro 2015

#agradecimentos 2015

2015 foi um ano intenso. Emocional, delicado e produtivo. Um mestrado defendido. A mãe cuidada e viva. Um prêmio estimulo (PROAC LGBT) e uma longa temporada, que ocupou todo o segundo semestre. A foto acima traduz algo que comentei com … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Quando o sentimento perde

Quando ela me disse que não conseguia dizer não. Que não conseguia reagir, se defender, se impor. Quando revelou que se submetia ao outro porque era refém do seu sexo, das sensações proporcionadas pela pele do outro. Quando ela ao … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Samy Dias – um ano depois

Sou um ator solitário. Isso é fato. Complexo, intuitivo, que mergulha com muita intensidade nas personagens. E como contra partida ofereço um carrossel de emoções que vai da generosidade excedente a ironia cruel. No mesmo momento, posso deixar o outro … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Retrospectiva 2015 (o ano da Bicha Oca)

2015 foi um ano intenso de trabalho, questionamentos, intensidades, emoção e muitas dúvidas. Afinal, as incertezas são matéria que perfaz a arte e seus feitos. Especialmente foi o ano da peça Bicha Oca, que estreou em 2009, porém teve recentemente … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Bicha Oca (5) by Aurélio Prates

Depois de 21 semanas, dezenas de cliques realizados por Aurélio Prates. Bicha Oca sai de cartaz neste final de semana. É a última chance. #sejoguem Bicha Oca, 19/12, 22h, 18 anos, R$30, c/ Rodolfo Lima e Samy Dias, no Casarão … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Bicha Oca e uma suposta contribuição LGBT.

No último dia 05 de dezembro BICHA OCA participou  da 3° Mostra Excêntrica, realizada pelo Coletivo Sankofa, que ocupou o Centro Cultural da Penha, das 10h as 20h. Eu, Samy e Aurélio, estivemos presente na conversa que rolou, pós café da manhã, … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Que vida será que ele leva?

Entro numa lan house na rua augusta e me deparo com um homem de perna aberta – essa posição é sempre muito emblemática para mim, confesso. Bonito, viril, forte… ao lado de uma garota. Penso, deve ser sua filha. Sou … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário