Arquivo do mês: março 2014

Segunda epifaria erótica

Quando eu me percebo você está introduzindo algo entre minhas pernas. Não consigo me virar para ver, você não deixa. Você me domina, mas não a ponto deu me sentir agredido, impedido, você estabelece um limite de forma e de … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Mente pra mim

(fragmento de um e-mail que recebi de A. falando sobre M.) Como ainda dói! Como dói ir embora com uma imensa vontade de ficar, como é duro não recair, como é difícil resistir em não olhar ele pelo facebook. Parece … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

‘Eu estou morrendo amigo’

Entrei no quarto onde dois amigos pernambucanos dormia e ao me deparar contigo, você dispara essa: “eu estou morrendo amigo”. Não, não era realidade, era um sonho que me acordou as 08h30 da manhã e me colocou angustiando. Não, você … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Brigas, o território da ausência

Sou daqueles que gosta de observar uma boa briga. Tem algo subtendido na briga que me agrada. Digo a briga sem agressões físicas – veja bem. Ver duas pessoas se desafiando no embate da dor é sempre muito significativo. Não … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Amigo não é analista (Será?)

A afirmação acima foi escrita por Fabricio Carpinejar dias atrás. Eu me perguntei na hora: será que não? Quem mais atura as neuroses, os bodes, os dias inseguros, os medos aflorados, quem mais suporta você mesmo quando ninguém mais te … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

O amor é simples, uai

Gosto de gente que facilita, que não dá ouvidos aos temores alheios. Que diz sim à vida ao primeiro sinal de mudança. Minha nova vizinha talvez seja dessas: uma facilitadora. Seis meses de relacionamento foi o suficiente para largar Belo … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários