Seu tempo ainda me pertence

Saudade tranquila não é amor – Carpinejar

Fiquei assim, todo nostálgico após ver “A primeira vista” de Daniel Maclvor no teatro. A peça falava do tempo – entre outras coisas, esse inimigo de todas as nossas expectativas, tão atraente e tão traiçoeiro.

E a vida continuará nos pondo de frente com as possibilidades, as pessoas, nossos sonhos. Continuará nos traindo a cada tentativa de acharmos que sim, é possível controlarmos nossas vidas.

Enquanto via a narração fragmentada daquelas duas personagens, ficava pensando nos meus pedaços lá fora. Os que ficaram pelo caminho, os que eu não consegui reter, os pedaços que os outros levaram com eles.

Triste e melancólico ser lembrado das próprias fragilidades. Incoerentes em tantas tentativas de se supor eterno.

Esse mesmo tempo que uso agora e que me tolhe e me impulsiona e me ilude;

Esse mesmo tempo que me trouxe você e me roubou;

Esse mesmo tempo em que fui eterno e me fiz inútil;

Que me quis assim carente e complexo

desabonado de esperanças.

De quem será o seu tempo agora?

Você ainda permeia o meu mundo

Luto contra isso, claro, foi seu pedido, mas não sou forte, me vejo fraco e frágil

Me vejo humano, desumanizado pela sua ausência.

Aquele tempo que eu tive e que não apreendi – e olha que eu quis.

Aquele tempo que era seu e você roubou para ti, descaradamente

e agora me vejo sem ter o quê e para quem ofertar

Aquele tempo em que nos conectávamos, éramos um, mesmo cada um estando no seu próprio corpo.

E olha que a primeira vista nunca estivemos, nunca estaremos?

E olha que vão querer esbarra comigo no metrô, na rua, no puteiro

..na casa de chá, na floricultura, no clube

E meu corpo ainda insiste em permanecer seu.

Ser seu o meu tempo

Esse que escorre todo dia em que você não está, não esteve.

Esse que não me deixa seguro do que fazer, o que esperar, para onde ir.

Seu tempo ainda me pertence?

Venha como você estiver, como você já foi
Como eu quero que você seja, como um amigo,
Como um amigo, como um velho inimigo
Venha no seu tempo, se apresse
A escolha é sua, não se atrase
Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s