Arquivo do mês: fevereiro 2012

Casa do Márcio – 3 sessões

As apresentações nas casas acabam sendo um laboratório que não apreendo. É um exercício sair do lugar comum, das antigas marcações, ter que me virar com o novo ambiente, os objetos locais, as regiões. Dando prosseguimento a esse tour pela … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Casa do Dimas

Continuando o tour pela casa dos amigos. A apresentação desta semana é no espaço do Dimas. Ele, cria da mesma leva que Lucimara Amorim e Fabiano Lira, jovens que viram a peça há muito tempo atrás e nunca esqueceram. O … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

A falta que nunca falta

      Mais uma apresentação da peça “Réquiem para um rapaz triste” e me vejo entre público sorridente e disponível a me dar um abraço, e com os olhos marejados de lágrimas que derrubaram ou que ficaram congestionadas na … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Então “tá”

O carnaval não acabou, mas todo carnaval teu seu fim, graças a Deus. É o típico momento em que constatamos felizes que tudo tem seu fim. Amém. Segunda Feira Trabalho o dia todo. Bloco de rua, do redondo, da cerveja … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Moro no segundo andar mas nunca encontrei você na escada

Preciso de alguém, e é tão urgentemente o que digo. Perdoem excessivas, obscenas carências, pieguices, subjetivismos, mas preciso tanto e tanto. Perdoem a bandeira desfraldada, mas e assim que as coisas são-estão dentro-fora de mim: secas. Tão só nesta hora … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Casa do Diego

Continuando o tour pela casa dos amigos. A do próximo sábado é na casa de Diego Durso. No final do ano passado eu e Alice tivemos uma experiência ótima em sua residência que abrigou duas sessões lotadas no mesmo dia. … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Por que não?

Rodolfo, voce é feito da mesma material que seus personagens. Você é aquilo, se nutre daquelas questões. Nos sentimos tocados pelas suas personagens pois nos reconhecemos nelas, identificamos ali um ser humano, parte de você. Partindo desse questionamento – que … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários