Público

Qualquer lembrança é uma atualidade - Novalis

Revendo as fotos que foram retiradas por Eduardo Caldas na apresentação no Teatro Dona Canô em Setembro de 2010, percebo que as fotos do público são tão interessantes quanto as que ele tirou da personagem.

Foi uma das apresentações mais difíceis. O lugar era muito aberto, a dispersão era fácil e a platéia era composta praticamente de adolescentes e crianças. Como prende-los com um texto tão denso e uma personagem tão entristecida? As meninas riam, os meninos me ouviam atento. Uma observação importante, já que mesmo travestido de mulher, era mais “aceito” pela parte masculina da platéia.

Abaixo os retratos de Eduardo Caldas, numa noite em que fui visto como um artista de vanguarda por me recusar a apresentar a peça no palco (enorme) do teatro. Abri as portas do hall do teatro e apresentei ali mesmo, o universo tão singular de Alice.

"a janela é uma, as paisagens são várias" - do espetáculo teatral "Luiz Antonio - Gabriela"

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s